terça-feira, 10 de maio de 2011

VIVA A PALAVRA BRASILEIRA, POST 1

Amiga,

Trouxe flores para ti. Hoje vamos para a metade do ano e eu tenho o teu sorriso guardado na minha lembrança.

Risada alegre, verdadeira. Risada sincera e negra no jeito de ser e viver.

As comidas que tu fazias, as histórias que tu me contava. É tudo tão presente e tão real.

Os tantos negros e negras que tu contaste nas tuas tramas. As conversas de morro, papos de boteco, tantas e tantas lendas. Muito viajei em tudo o que tu produziste.

Nem creio que a gente embarcou junto em mais uma. Contamos juntos a história de um homem zen, de bem com a vida. Não me lembro de seu nome, mas fiquei louco para conhecê-lo. Creio que seria uma figura maravilhosa e única.

Trouxe para ti as flores que tu mais gostas, os doces que tu mais gostas. Andei pelos caminhos que tu andou. Fui na tua terra e dei a volta na praça onde tu andou na tua mocidade. Fui lá e experimentei um pouco do teu mundo. Me identifiquei muito.

Tu eras uma promessa em minha vida. Disse que um dia eu falaria de flores. E falei.
Falei de ti. E falo sempre de ti.

Tu estás sempre comigo. As flores que entrego a ti são a homenagem de meu amor, de meu sincero amor por ti. As flores são as mais lindas do campo, as com um perfume sem igual. Sei que de onde tu estás, tu as recebeu. E agora contemplas o jardim ao teu redor.

Não existe dor e nem separação. Não existe adeus. Não tem choro e nem ranger de dentes. Tem um imenso agradecer, por tudo o que tu me destes. Pela coragem que tu me ensinou a desbravar caminhos, a suportar dores, ser mais forte, mais firme em momentos onde achava que não iria continuar.

Amiga, trouxe flores para ti. Essas flores são para mim também.

Para sempre, o que fizestes estará no eterno. E vivas estão as tuas histórias, dentro de cada um de nós.

Amiga, novamente te digo:

Trouxe flores para ti.

HOMENAGEM DO ESCRITOR OSCAR HENRIQUE MARQUES CARDOSO À AMIGA, ESCRITORA E INSPIRADORA MARIA HELENA VARGAS DA SILVEIRA, PELA PASSAGEM DE SEU ANIVERSÁRIO. MARIA HELENA VARGAS DA SILVEIRA FALECEU EM JANEIRO DE 2009. AUTORA DE VÁRIOS LIVROS, OS QUAIS SUAS NOVELAS TRATAVAM DE TEMAS LIGADOS À COMUNIDADE NEGRA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário